MS solicita R$ 70 milhões para segurança pública e helicóptero para o DOF

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), solicitou liberação de R$ 70 milhões em recursos de emendas, a serem investidos no programa “MS Mais Seguro e na compra de um helicóptero para o Departamento de Operações de Fronteira (DOF), em audiência com ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Azambuja, cumpre agenda em Brasília, e destacou que o ministro entende o protagonismo de Mato Grosso do Sul no policiamento das fronteiras.

“Ele compreende as necessidades e o papel de Mato Grosso do Sul, que faz fronteira com Paraguai e Bolívia e exerce um papel importante no combate ao tráfico de drogas e armas que têm como destino final os grandes centros urbanos”, disse o governador.

Além da aeronave para o departamento que atua contra o crime organizado na região fronteiriça ao Paraguai e à Bolívia, receberão recursos do programa três empreendimentos de segurança pública em andamento, sendo eles o Centro Integrado de Inteligência Pública do Centro Oeste e do Centro Integrado de Comando em Controle, além de presídio com 603 vagas em Campo Grande.

A unidade prisional é a Gameleira II, de regime fechado, que já está em obras, ao lado do complexo penal existente na saída para Sidrolândia. Ali já funciona uma unidade semiaberta, uma fechada e será construída também cadeia para o público feminino.

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, que também participou da reunião, o ministro reconheceu a importância de Mato Grosso do Sul no combate aos crimes transfronteiriços.

“A receptividade do ministro, demonstra a importância de Mato Grosso do Sul no cenário nacional. Quando se investe em Mato Grosso do Sul, estamos fortalecendo a segurança pública de todo o país a partir do momento em que apreendemos mais de 160 toneladas de drogas nos primeiros 100 dias deste ano”, explicou o secretário Antonio Carlos Videira.

A reunião contou com a participação do relator-geral do Orçamento, senador Marcio Bittar. Durante o encontro também foram discutidas emendas de 2019 e 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here