Confira o resultado da primeira pesquisa de intenção de voto para o Governo do Estado em 2022

A corrida eleitoral de pré-candidatos ao Governo do Estado já está em andamento.  Começaram as articulações para as eleições de 2022 entre políticos e partidos em Mato Grosso do Sul. A população deverá escolher um novo nome para governar o Estado. A disputa que ainda parece ser distante merece atenção, pois o atual Governador do Estado Reinaldo Azambuja está no seu segundo mandato e não pode concorrer novamente.

O Instituto Ranking, realizou o primeiro levantamento pré-eleitoral de 2022. Em 2018, a Ranking foi o único Instituto a acertar que haveria segundo turno em Mato Grosso do Sul e a cravar o resultado para Governador e Presidente da República. Na última eleição de 2020, o Instituto realizou pesquisas em 51 municípios onde obteve o maior número de acertos no Estado.

Pesquisa

Na primeira simulação, por meio de consulta espontânea, Puccinelli lidera com 6,35% e abre pouco mais de dois pontos para Rose (4,06%), que tem ainda nos seus calcanhares, o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (sem partido) e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a deputada federal licenciada Tereza Cristina. O ex-governador Zeca do PT é o quinto nas preferências, com 2,24%, superando o senador Nelsinho Trad (PSD), que vem com 2,06%.

O próximo é o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB), com 1,53%, seguido a curta distância pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 1,47%, e pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), com 1,18%. Também com índices acima de um ponto aparecem o vice-governador Murilo Zauith (DEM) e o ex-senador Delcídio do Amaral (PTB), com 1,06%.

Com menos de 1% completam a lista Simone Tebet, Ricardo Ayache, Carlos Marun, Soraya Thronicke, Reinaldo Azambuja (que não pode mais ser candidato), Waldeli dos Santos e Cris Duarte. Os demais nomes citados alcançaram 1%, enquanto 66,99% é o total de indecisos, dos que votam nulo ou em branco e dos que não sabe ou não responderam.

ESTIMULADA 1

A Ranking apresentou dois cenários de simulações com perguntas estimuladas. No primeiro cenário, Puccinelli está na ponta, com 9,18% das intenções de voto. Rose, com 7,00%, pontua dentro da margem do empate técnico. O terceiro é o Juiz Odilon (4,24%), empatado com Tereza Cristina (4,12%), Nelsinho (3,71%), Riedel (3,59%) e Zeca (3,06%). No patamar dos dois pontos vêm Mandetta (2,82%), Marquinhos (2,18%), Zauith (2,06%), Simone (1,65%), Delcídio (1,41%), Soraya (1,00%). Os demais não chegam a 1%. Não souberam, não responderam, estão indecisos ou declararam votar em branco ou anular o voto 50,16%.

ESTIMULADA 2

No segundo cenário estimulado das intenções de voto, somente com nove nomes, a dianteira é também de Puccinelli: 12,06%. Em seguida estão: Rose (9,18%), Nelsinho (6,29%), Riedel (5,82%), zeca (3,65%), Zauith (3,18%), Ayache (2,12%), Delcídio (1,94%) e Soraya (1,47%). Brancos, nulos, indecisos, não sabem e não responderam são 54,19%.

REJEIÇÃO ESTIMULADA

A Ranking apurou, ainda com respostas estimuladas, que Zeca (12,35%) e Puccinelli (10,12%) são os líderes em rejeição. Também com pontuações consideráveis para a pergunta sobre em quem o eleitor não pretende votar aparecem Delcídio (9,18%) e Nelsinho (8,53%). Completam a lista Marcelo Bluma (do PV, 7,06%), Soraya (6,24%), Marquinhos (5,00%), Juiz Odilon (2,41%), Mandetta (2,12%), Simone (2,00%), Capitão Contar (PSL, 1,94%), Zauith (1,82%), Ayache (1,65%), cris Duarte (1,53%), Rose (1,41%), Riedel (1,24%), Sérgio Harfouche (PSC, 1,18%), tereza Cristina (1,06%) e Waldeli (1,00%). Não sabem, não responderam, estão indecisos e anulam o voto ou votam em branco 22,16%.

A CONSULTA

A amostragem foi obtida entre os dias 20 e 26 de fevereiro com 1.700 entrevistas por telefone sistema CATI (Computer Assisted Telephone Interviewing), em 20 municípios de Mato Grosso do Sul:  Campo Grande (44.10% das consultas), Dourados (11.6%), Três Lagoas (5.8) Corumbá (5,2%) Ponta Porã (4,7%) Naviraí (2.7%), Nova Andradina (2.6%), Aquidauana (2.5%), Sidrolândia (2.3%), Paranaíba (2.2%), Maracaju (2.0%), (Coxim (1.9%), Amambaí (1.9%), Rio Brilhante (1.9%), Caarapó (1.5%), Costa Rica (1.5%), São Gabriel do Oeste (1.5%), Miranda (1.4%), Ivinhema (1.4%) e Aparecida do Tabuado (1.3%).

As pessoas consultadas tiveram no momento das entrevistas as mesmas chances de serem sorteadas para responder ao questionário. O intervalo de confiança de 95% e a margem máxima de erro em 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here