Tiros, facadas e espancamento: Campo Grande tem fim de semana mais violento do mês

Entre a noite de sábado (28) e a madrugada deste domingo (29), quatro homens foram mortos em Campo Grande. O saldo faz deste fim de semana o mais violento da Capital no mês de novembro.

Segundo as estatísticas da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e ), os assassinatos entre a noite de ontem e a madrugada de hoje igualam os quatro casos de homicídios dolosos contabilizados nos quatro últimos finais de semana. Além disso, não foram registradas mortes violentas entre os dias 14 e 15 de novembro.

Os homicídios deste fim de semana ocorreram de diferentes formas. No , extremo norte de Campo Grande, um homem de 55 anos foi espancado até a morte após uma briga entre vizinhos.

Do outro lado da cidade, na Chácara das Mansões, dois rapazes foram assassinados a tiros. Os relatos à polícia dão conta de que a dupla, junto com outro homem que conseguiu escapar, teria invadido a casa de um empresário. Este matou um deles na frente de sua residência. Depois, perseguiu por um quilômetro e assassinou o segundo.

Já na região oeste, mais precisamente no Conjunto Oliveira, um homem foi esfaqueado pelo ex de sua namorada, supostamente movido por ciúmes. O rapaz, de 33 anos, chegou a ser socorrido com vida, mas morreu pouco depois.

Além dos assassinatos, o fim de semana violento é agravado pela tentativa de homicídio contra outros dois homens, de 24 e 29 anos, na madrugada de hoje (29), no , norte da Capital. Um deles levou seis tiros, mas nenhum morreu. Eles relataram aos policiais que os tiros partiram de um veículo VW Gol G5.

Ainda sem contabilizar as mortes de ontem e hoje, os dados da Sejusp apontam para 105 homicídios dolosos este ano em Campo Grande. O número é 61,5% superior aos 65 assassinatos em igual período de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here