Dourados: Geraldo Resende vistoria obras do Hospital Regional

Obras do Bloco A e B estão concluídas; bloco D em fase de fundações e Centro de Especialidades está com 60% já executadas

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS) estará em Dourados na próxima sexta-feira (26) para uma agenda de reuniões com autoridades, visitas a entidades do terceiro setor e vistoria de obras executadas com recursos por ele viabilizados, tanto na condição de deputado federal quanto de secretário estadual de Saúde. Uma delas é o Hospital Regional de Dourados, que está sendo construído às margens da rodovia BR-463 (saída para Ponta Porã).

“Vou verificar o andamento deste projeto que acompanho desde o final de 2014, quando o então governador André Pucinelli, que estava de saída, pediu o cancelamento do convênio junto ao Ministério da saúde e eu fui incumbido pelo recém-eleito governador Reinaldo Azambuja a trabalhar pela manutenção do projeto, o que conseguimos com muita determinação e trabalho”, explica Geraldo Resende.

Além da reconquista de uma emenda de R$ 4,4 milhões, Geraldo Resende trabalhou, posteriormente, na conquista de um novo recurso de R$ 15,7 milhões para recompor valores efetivamente cancelados.

Nos anos seguintes, o parlamentar e o então governador Reinaldo Azambuja realizaram diversas gestões no Ministério da Saúde e conseguiram impedir e reverter o cancelamento dos recursos, confeccionar e aprovar os projetos técnicos, possibilitando a continuidade do convênio de 2014, a celebração de um novo convênio em 2016 e os empenhos que possibilitaram andamento da obra.

Como secretário estadual de Saúde, cargo que exerceu no período de janeiro de 2019 a abril de 2022, Geraldo Resende dividiu as atenções voltadas para o combate à pandemia da Covid-19, com a conclusão dos blocos A e B, o que acabou acontecendo em dezembro do ano passado.

“Agora, novamente colocamos nosso mandato à disposição do governo do Estado para, juntos, somarmos esforços na ativação dessa primeira fase, que já será um grande salto na saúde pública de toda a Grande Dourados na alta complexidade, tornando o atendimento mais próximo e mais ágil dos cidadãos desta região que tem quase um milhão de habitantes”, salienta o parlamentar.

Bloco D

Nesta sexta-feira, Geraldo Resende vai verificar o andamento das obras do bloco D, que estão na fase das fundações. Essa nova etapa está sendo realizada por meio de um investimento de R$ 34,4 milhões irá dispor de 110 leitos, dos quais,  20 de UTI, dividido em dois pavimentos: no térreo e no primeiro estarão as alas de internação com 60 leitos; no pavimento superior haverá uma unidade de tratamento intensivo com mais 20 leitos de UTI e 30 salas de internação.

O complexo

Em construção às margens da Rodovia BR-163 em uma área de 50 mil metros quadrados, o Hospital Regional de Dourados será um complexo hospitalar formado por quatro fases de edificação, totalizando 14.324,10 m² de área construída

A primeira e a segunda etapas do Hospital Regional de Dourados, já finalizada, abrange os blocos A, B e C, possuindo 93 leitos, sendo 20 deles destinados a unidade de tratamento intensivo (UTI), e um centro cirúrgico com quatro salas de cirurgia. Essa parte da obra foi concluída em dezembro de 2023 com investimentos de R$ 36.777.767,75, oriundos de emendas parlamentares e recursos próprios do governo do Estado.

 A terceira etapa de construção abrangendo o bloco D possui 110 leitos, incluindo 20 leitos de UTI. O bloco D é dividido em dois pavimentos. No térreo estão alocadas as alas de internação com 60 leitos.  No pavimento superior encontra‐se: uma unidade de tratamento intensivo com capacidade para 20 leitos de UTI; salas de internação com 30 leitos e ainda a construção de uma passarela que fará a interligação entre os blocos A, B e C, executados na primeira e segunda etapa.

Centros de Diagnóstico e Especialidades

A construção do Centro de Diagnóstico Médico e do Centro de Especialidades Médicas em área anexa aos blocos do Hospital Regional é uma conquista que Geraldo Resende garantiu por meio de duas emendas ao Orçamento Geral da União, ambas somando R$ 6.890.081. Somando com os recursos do governo do Estado, a obra demandará um investimento de R$ 17.559.424,75.

O Centro de Diagnóstico e de Especialidades Médicas será construído para atender os 33 municípios da Região da Grande Dourados. ;a unidade deverá fazer retaguarda diagnóstica ao futuro Hospital Regional de Dourados.

Na parte de diagnósticos, a unidade deverá ser composta por aparelhos e equipamentos de última geração. Ali, a população terá, em um único local, acesso a exames de tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, ultrassonografia, endoscopia e colonoscopia, Raios X digital, dopplervelocimetria, laboratório de análises clínicas, teste ergométrico, holter 24 horas, eletroencefalograma, eletrocardiograma, densitometria óssea, entre outros.

O setor de especialidades médicas, terá perfil ambulatorial, de caráter regionalizado, inserido na rede de Serviços do SUS – Sistema Único de Saúde. A unidade deverá ter espaços para as consultas especializadas e procedimentos ambulatoriais.

De acordo com o deputado, os resultados esperados com a futura unidade são a diminuição da fila de espera por consultas especializadas, maior agilidade na definição da conduta médica com indicação de tratamentos clínicos e cirúrgicos, bem como oferta de retaguarda clínica especializada e de diagnóstico para o futuro Hospital Regional de Dourados.

ASCOM DEPUTADO FEDERAL GERALDO RESENDE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here