Vítima do coronavírus, advogado e ex-juiz eleitoral Antônio Araújo morre aos 75 anos

Aos 75 anos, o advogado Antônio Rivaldo Menezes de Araújo morreu na Capital vítima do novo coronavírus. Doutor Antônio, como era conhecido, deixa esposa e seis filhos, ele será sepultado no cemitério Cemitério Santo Antônio, em Campo Grande.

Com 47 anos exercendo a advocacia, Antônio foi juiz do TRE-MS, sendo membro nos biênios 1997-1999 e 2001-2003. Foi Chefe de Gabinete do ex-prefeito de Campo Grande, Albino Coimbra Filho e Secretário Estadual do ex-governador Pedro Pedrossian.

Em 2011 recebeu o Prêmio “Medalha Legislativa do Mérito Advocatício”, que homenageia advogados campo-grandenses. A OAB/MS (Ordem dos s do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) publicou uma nota de pesar comunicando o falecimento do advogado.

“O Dr. Antônio Rivaldo Menezes de Araújo foi um valoroso profissional. Uma pessoa de coragem e destemor, que contribui muito para o engrandecimento da advocacia. É uma grande perda para a nossa comunidade jurídica sul-mato-grossense”, disse o Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche.

 Cleiry Antonio da Silva Avila, que já foi presidente do TED (Tribunal de Ética e Disciplina), também lamentou a morte de Antônio. “Eu trabalhei no escritório do Doutor Antônio Rivaldo Menezes de Araújo de 1995 a 2000. O Doutor Antônio Rivaldo marcou sua advocacia pela combatividade, sempre enfrentando os percalços que a profissão impõe aos advogados. Sempre exigiu o cumprimento das prerrogativas do Estatuto e defendendo fielmente os mandatos que foram conferidos pelos clientes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here