Prefeitura de Tacuru e Governo do MS assinam Convênio de R$ 483 mil para investimentos no laticínio

O prefeito de Tacuru, Carlos Alberto Pelegrini-Carlinhos (MDB), assinou na tarde desta sexta-feira (24), na secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, juntamente com o secretário Jaime Verruck, o Convênio 29.991/2020, da ordem de R$ 483 mil que garantem as obras para a conclusão do laticínio, que poderá estar em breve funcionando gerando empregos e processando o leite produzido no município e região. O Convênio foi publicado no Diário Oficial do Estado em edição extra nesta sexta-feira.

O convênio assinado tem como objeto apoio financeiro do governo de Mato Grosso do Sul para implantação de infraestrutura no Distrito Industrial de Tacuru, com a contrapartida do município. 

O convênio assinado tem como objeto apoio financeiro do governo de Mato Grosso do Sul para implantação de infraestrutura no Distrito Industrial de Tacuru, com a contrapartida do município, onde o Estado repassa R$ 426 mil e do caixa da prefeitura serão investidos R$ 57.169.53, totalizando R$ 483.169,53.

Segundo Carlinhos, na semana próxima a verba já estará na conta do município, onde o Executivo fará a licitação para as obras restantes. O prefeito declarou que “ O caminho é esse, vamos melhorar nossa Tacuru, vamos gerar emprego, renda, vamos ter esperança no dia de amanhã”. Na ocasião, o prefeito também agradeceu respeitosamente ao Governo do Estado e a todos que se empenharam e que acreditaram no município. Agora, já na Câmara Municipal de Tacuru segue o Projeto de Lei para regularização dos recursos advindos do Estado, para que seja realizado os processos licitatórios para aquisição dos itens que fazem parte da parceria com o Governo do Estado, que visa garantir maior desenvolvimento econômico para o município de Tacuru – MS”.

MUNICÍPIO

Para viabilizar a implantação do laticínio o município entrou com terraplanagem, lagoa de decantação, um barracão já instalado e até o final do mês instala os outros restantes e contrapartida nas mantas.

ESTADO

A parte do Estado no acordo de incentivo para a indústria é o asfalto na parte interna respeitando as normas do SIF-Serviço de Inspeção Federal, poço artesiano, contrapartida nas mantas e o rebaixamento de energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here