Adolescente é detido com droga em carro de motorista da Capital morto na fronteira

Veículo Fiat Grand Siena que pertencia ao motorista de aplicativo campo-grandense Matheus Pereira Santana, de 22 anos, assassinado na fronteira com o Paraguai, foi apreendido pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) nesta sexta-feira (1), em Dourados. O carro estava recheado com aproximadamente 400 quilos de maconha e era conduzido por adolescente de 17 anos que receberia R$ 2 mil pelo transporte da droga.

Conforme apurado, os fatos ocorreram no início da tarde, durante barreira de fiscalização na BR-163, nas imediações do trevo do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), uma das rotas de acesso à BR-463, que leva ao Paraguai. Os policiais avistaram o Siena e deram ordem de parada, mas o motorista não obedeceu. Houve perseguição e logo adiante a equipe conseguiu fazer a abordagem e constatou ser um adolescente.

O garoto, que é de Várzea Grande (MT), afirmou que foi contratado para entregar a droga em Campo Grande. Ele foi apreendido juntamente com o automóvel e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil. Os policiais descobriram que o carro é de Matheus, que no último dia 11 de outubro havia sido contratado para fazer uma corrida até o país vizinho, onde foi assassinado. O casal que contratou a viagem é o principal suspeito.

A Polícia Nacional paraguaia está à frente das investigações, com o auxílio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. Os suspeitos teriam executado a vítima com 15 tiros de pistola calibre 9mm. Matheus tinha tatuado em seu braço, que estava quebrado, o nome “Maria Alice” e pode ter sido torturado antes do homicídio. Evidências apontaram que ele tentou fugir, mas acabou alcançado e morto no portão de uma empresa de extração de pedras, em Pedro Juan Caballero.

Colaborou Sidnei Bronka, de Dourados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here