Executado com tiro no queixo no Tiradentes pode ter sido morto por ‘insistência’ ao pedir dinheiro

“Foi um único disparo”, disse ter ouvido um morador da região, do bairro Tiradentes, onde foi encontrado o corpo de Douglas Aparecido Lima dos Santos de 28 anos. Ele foi assassinado com um tiro no queixo e à queima-roupa. O disparo acabou saindo pela parte de cima da cabeça. O corpo da vítima foi reconhecido pela esposa.

O tiro aconteceu por volta das 23 horas desta terça-feira (27), quando Douglas foi assassinado. Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas para a rua Cândida Lima de Barros, quase esquina com a Rua Marques de Pombal, mas a Douglas já estava sem vida. No local ficaram algumas moedas e dinheiro trocado em meio a poça de sangue.

Na região existem câmeras de segurança que podem ter flagrado o momento em que o crime aconteceu. Um morador contou ao Jornal Midiamax que ouviu apenas um tiro, mas não saiu para ver por medo.

Segundo o delegado Cristhian Molinedo que atendeu a ocorrência, Douglas sempre ficava no local pedindo dinheiro a quem passava na rua. Ainda não se sabe a real motivação para o crime, mas não é descartado que uma desavença pode ter terminado no homicídio. Também não é descartado que alguém possa não ter gostado da insistência de Douglas em pedir dinheiro e o tenha assassinado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here