Aulas do Ensino Médio em escolas particulares devem retornar dia 19 de outubro

Às aulas presenciais para alunos do Ensino Médio de escolas particulares da Capital podem retornar no dia 19 de outubro, conforme previsto em reunião na tarde desta quinta-feira (1º) entre representantes da prefeitura, Ministério Público e das instituições de ensino privado.

Conforme acordo, para o retorno, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva), em Campo Grande, terá de ser menor que 75%, na ocasião.

Sobre a Educação Infantil e Ensino Fundamental, ainda haverá mais discussões. Hoje está autorizada apenas aula presencial de 0 a 5. As escolas querem a ampliação para até 7 anos, por ser fase de alfabetização. Mas nova reunião será marcada para debater o assunto.

Já em relação ao Ensino Médio, o principal apelo é por conta da preparação para o Enem. “Estaremos avaliando a taxa de ocupação de leitos e discutindo durante a semana quanto a publicação do decreto. Dependendo da análise, as escolas podem voltar”, garantiu o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho.

Ainda segundo o representante da prefeitura da Capital, o retorno do Ensino Médio é reflexo do bom desempenho que escolas de ensino infantil, que retomaram as aulas dia 21 de setembro. Conforme balanço da vigilância sanitária, de 49 escolas vistoriadas, 17 apresentaram irregularidades, mas tudo já foi ajustado.

Em Campo Grande, 44 escolas particulares oferecem educação Fundamental ao Médio, enquanto oito são atendem exclusivamente alunos do ensino médio.

Para o Ministério Público, o retorno não será um problema. “A autorização é do prefeito, mas o MP, nesse momento, concorda com o retorno do ensino médio. Na área da educação está indo tudo bem, as escolas estão obedecendo, as crianças do ensino infantil voltaram em menos de 30%, como exigido, e os pais seguidos à risca as orientações”, destacou a promotora Vera Aparecida Cardoso Bogalho Frost Vieira.

Para a representante do Sinep (Sindicato das Escolas Particulares de Mato Grosso do Sul), o retorno será em boa hora. “Ensino médio é a fase final, onde se concretiza a educação básica. Nesse momento o aluno precisa do professor para tirar uma dúvida e se preparar para vestibular”, conclui. Segundo ela, todas as escolas já elaboram plano com medidas de biossegurança para o retorno.

A promotora da saúde, Filomena Aparecida Depolito Fluminhan, reforçou que as escolas terão de orientar os estudantes para que eles sejam conscientizados quanto a importância de se cuidar. “Jovens apresentam mais resistência para adotar medidas de prevenção, são eles que levam a covid-19 para casa. Por isso, pedimos que as escolas façam trabalho de conscientização no retorno”.

Reunião – Representantes de escolas particulares também esperam se reunir novamente com representantes da prefeitura para solicitar o aumento da quantidade permitida de alunos do ensino fundamental por sala de aula. Atualmente, decreto permite 30%. A intenção é aumentar para 50%.

– CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here