Pelo 2º dia consecutivo, Mato Grosso do Sul bate recorde de mortes em um dia

Pelo segundo dia consecutivo, Mato Grosso do Sul bate recorde em número diários de mortes. “Mais uma vez é de se lastimar”, resume o secretário de Saúde, Geraldo Resende. São 13 vidas levadas pela covid-19, elevando o pior dado da pandemia para 216 sepultamentos.

As vítimas mais recentes têm entre 41 e 100 anos, a maioria com agravante de doença cardiovascular. Apenas em um caso o paciente não teve nenhuma comorbidade relatada. Desde ontem, foram 6 óbitos a mais na Capital. Corumbá registrou 3 mortes e Dourados teve 2 óbitos. Em Três Lagoas 1 pessoa faleceu, assim como em Mundo Novo.

Já a quantidade de infectados caiu em relação aos últimos dias. Mas segundo o governo isso ocorreu por problemas no sistema de atualização. São 221 casos registrados desde ontem, atingindo 16.006 contaminados no Estado.
No boletim deste sábado, 4.838 casos aparecem sem encerramento, ainda pendentes de repasse de informações pelas prefeituras.
Outro dado que aponta para necessidade de medidas mais drásticas de isolamento é a de ocupação de leitos. Na últimas 24 horas, o número de pacientes em UTI passou de 153 para 177. São 24 vagas a menos em um dia.
 “Temos uma taxa de internações muito elevada no Hospital Regional. Já acionamos os hospitais de apoio”, diz Geraldo Resende sobre leitos contratados da rede particular. Apesar disso, ontem, Unimed, Proncor, Cassems e El Kadri anunciaram também trabalhar no limite de leitos.
Nas últimas lives de divulgação do boletim covid, Geraldo Resende tem “torcido” para até a semana que vem anunciar a ativação de mais 10 leitos de UTI na Santa Casa e outros 10 no Hospital Regional. Segundo ele, o que ainda falta é equipamento para a montagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here