Desassoreamento no lago do Parque das Nações pode ficar pronto neste mês

O processo de desassoreamento do lago maior do Parque das Nações Indígenas pode ficar pronto ainda neste mês de agosto. A afirmação veio do secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, durante lançamento do portal Mais Obras e QR Code para mais informações.

Segundo o secretário, a previsão inicial era concluir em setembro, mas com ajuda do tempo já que não choveu nas últimas semanas e os serviços intensificados haverá a possibilidade de antecipar a conclusão das obras e terminar a limpeza do lago ainda neste mês. “Então realmente a gente fez uma operação para fazer rapidamente, porque a gente sabe que está mexendo num cartão postal da cidade. Quanto mais rápido a gente concluir a limpeza e o lago puder receber água novamente e voltar a ter aquele espelho d’água maravilhoso que era antes”, disse Fiorese.

Sobre a retirada de sedimentos, Rudi explicou que praticamente 80 mil metros cúbicos já foram retirados do lago. “Nós estamos trabalhando, somando caminhões, escavadeiras, nós temos mais de 40 equipamentos mobilizados em terminar rápido”, disse.

BACIA DE DETENÇÃO
Para evitar que o  lago volte a ficar assoreado, com o carreamento de areia junto com a enxurrada que desce dos bairros do entorno do Parque dos Poderes, serão executados dois projetos nos córregos Reveillon e Manoel Português, cujas águas formam o lago.

No córrego Reveilleon, a Prefeitura implantará um piscinão, inicialmente projetado para armazenagem de 22 mil metros cúbicos de água. Os projetos já estão sendo contratados e a licitações devem ocorrer até dezembro de 2019.

O secretário confirmou que está em fase final de projeto e será implantada no lago maior do parque. “Tem uma outra obra que é uma bacia de detenção de água e sedimentos, nas proximidades da Avenida Mato Grosso com a Hiroshima. A gente está finalizando o projeto e depois vamos abrir a licitação”, finalizou.

*Colaborou Daniella Arruda

Fonte: Correio do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here