Melhor projeto acadêmico de casas sustentáveis será premiado pela Emha

Estão abertas as inscrições de projetos arquitetônicos acadêmicos para a 2ª edição do Prêmio Campo Grande Bem Melhor, promovido pela Emha (Agência Municipal de Habitação) da Capital. Os grupos interessados têm até o dia 19 para se candidatarem, onde o primeiro colocado irá receber R$ 1.500,00.

O objetivo do concurso é promover o debate e a reflexão sobre o desenvolvimento social e sustentável da cidade, identificando soluções arquitetônicas e urbanísticas que tragam melhorias nas condições de habitação, além da elevação da qualidade de vida dos moradores.

Podem participar acadêmicos regularmente matriculados em cursos superiores de graduação em arquitetura e urbanismo, ministrado em instituição de ensino de Campo Grande. Também é importante identificar o orientador responsável.

De acordo com o edital, o aluno terá que apresentar o projeto de uma casa popular, focada na inovação sustentável e de interesse social, localizada em terreno no perímetro urbano e rural do município.

Outro ponto do projeto, é que a área da construção precisa ser trabalhada de uma forma que traga o mínimo de impactos sobre o meio ambiente e auxilie na redução da desigualdade social. É necessário que atenda aspectos como conforto ambiental, eficiência energética com uso de placas colares, gestão eficiente da água e de resíduos sólidos.

Fonte: Mídia Max

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here