“Acredito que não tem ambiente para greve no Estado”, afirma Reinaldo

Com o salário do funcionalismo público em dia, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) avalia que não há clima para greve de servidores em Mato Grosso do Sul. Na busca por reajuste, categorias sinalizam greve e operação-padrão a partir de sexta-feira (dia 31).

“O direito de se manifestar é livre, a responsabilidade é de cada um. Mas acredito que não tem ambiente hoje no Estado para greve. Se paga em dia o salário, cumprimos as obrigações firmadas e ainda houve aumento significativo de todas as categorias desde 2015”, afirma Reinaldo, que participou de evento hoje na Governadoria.

De acordo com o governador, no seu primeiro mandato, ele herdou planos de cargos e carreira que representavam 17% de aumento. “Por isso, entendo que não tem ambiente. Cada categoria responde por si. Mas se fizer [greve], vamos ver que medidas podemos tomar para que a sociedade não seja prejudicada”, diz.

Os administrativos da Educação já estão em greve. No dia 31 de maio, parte do efetivo da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros ameaça cruzar os braços e ficar 24 horas dentro dos quartéis, como protesto por reajuste. Os militares são proibidos de fazer greve.

Fonte: Campo Grande News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here