Projeto cria moradias com emissão 50% menor de CO2

Um projeto envolvendo a construção de 14 moradias populares quer provar que é possível criar novas habitações de forma mais sustentável. Os imóveis foram erguidos em Formentera, na Espanha, em um trabalho nomeado ‘Life Reusing Posidonia’.
Como objetivo, arquitetos do Instituto Balear de Habitação (IBAVI) buscavam reduzir, na construção e manutenção, o consumo de energia e água, a produção de resíduos e a emissão de CO2 em 50%.

No site oficial, o projeto é descrito como “um protótipo para diminuir a vulnerabilidade dos ambientes humanos às mudanças climáticas”.

Para isso, foram priorizados o uso de materiais reciclados e matérias-primas renováveis, de origem controlada e locais, com processos industriais insignificantes. Por exemplo, foram usadas posidonias oceânicas secas (uma espécie marinha de planta) como isolamento térmico e acústico no sistema das casas.

Também usaram cimento de cal natural, cortiça e marés, uma pedra das Ilhas Baleares que é extraída em blocos. Elas também estão posicionadas de forma que captassem melhor as brisas marítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here