Com previsão de mais chuva, equipes só fazem limpeza em pontos críticos

Após o temporal de ontem e com previsão de mais chuva para esta quarta-feira (27), equipes da Prefeitura continuam com a limpeza nas áreas que foram atingidas. Segundo o titular da Sisep (Secretária Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, os trabalhos são de remoção de galhos, de asfalto e de lama. “Ainda estamos avaliando os estragos para adotarmos as medidas necessárias”, afirma.

Segundo o secretário, os pontos mais críticos são na rotatória que liga as avenidas da Ernesto Geisel com Rachid Neder e no Bairro Paradiso. No local, a via está parcialmente interditada para quem pega a Rachid Neder e quer seguir no sentido Euler de Azevedo. Em alguns pontos do entorno, o asfalto foi levado. Em novembro do ano passado, o temporal provocou os mesmos danos. “Como há 90% de chance de chuva para hoje, as ações serão apenas de limpeza”.

Ontem (16), o prefeito Marquinhos Trad (PSD), disse que para resolver definitivamente o problema na cidade, será preciso substituir todo o sistema de drenagem de Campo Grande, projeto avaliado em 80 milhões de dólares.

Equipes da Solurb fazendo limpeza na Ernesto Geisel  (Foto: Henrique Kawaminami)Equipes da Solurb fazendo limpeza na Ernesto Geisel (Foto: Henrique Kawaminami)

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) manteve aviso de acumulado de chuva para Campo Grande e outras 39 municípios com volume de até 50 mm (milímetros). Conforme informações do meteorologista da Uniderp, Natálio Abrão, até as 18h, a chuva de ontem totalizou 104,7 milímetros em Campo Grande. O volume equivale a quase 60% de toda a média histórica para o mês, de 171,4 milímetros. Porém, fevereiro já acumula 358,1 milímetros de chuvas, ou mais que o dobro do esperado para o período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here