Motorista de aplicativo desfigura e mata idosa para não pagar conta

Pamela Ortiz de Carvalho foi presa nesta segunda-feira (25) acusada do assassinato da idosa de 79 anos, Dirce Santoro Guimarães Lima, no último sábado (23), Em Campo Grande.

A idosa desapareceu depois de entrar no carro Renault Sandero de Pâmela, que trabalhava como motorista de aplicativo. Ela era conhecida como ‘Táxi da Vovó’, já que em sua maioria transportava idosos. As duas teriam se conhecido em novembro de 2018.

O corpo de Dirce foi encontrado atrás de uma fábrica de peças íntimas, em Indubrasil. Ele estava jogado em um amontoado de lixo e populares acionaram a polícia depois de encontrar o corpo da idosa, que tinha ferimentos na cabeça.

Dirce teria sido morta com pancadas na cabeça, que foi batida contra o meio-fio. O rosto da vítima ficou desfigurado. Vizinhas de Dirce registraram um boletim de ocorrência contra o desaparecimento da idosa e imagens de câmeras de segurança fizeram com que a polícia chegasse até Pamela.

Em princípio, ela negou o crime e disse que havia deixado a idosa em supermercado, mas depois de contradisse afirmando ter deixado Dirce em uma loja. Mas, a delegada Christiane Grossi da 7º Delegacia de Polícia Civil afirmou a motorista de aplicativo, que já tinha as imagens mostrando a idosa entrando em seu carro por volta das 8 horas da manhã de sábado.

Neste momento, ela confessou o crime e disse que houve uma discussão dentro do veículo entre ela e a idosa, e que Dirce havia pulado do carro em movimento, mas o que a polícia descarta. Segundo informações da polícia, a idosa teria se queixado com vizinhas que desde que conheceu Pamela compras em seu cartão de crédito eram realizadas e não seria por ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here