Suspeito cortou pescoço e usou celular da vítima para avisar família de morte no Aero Rancho

Foi identificado como Tiago da Silva de Jesus, de 17 anos, a vítima encontrada com corte profundo no pescoço e enrolada em um cobertor, na Rua Onze Horas, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O corpo foi encontrado nesta terça-feira (8), por uma moradora da região.

Informações passadas pelos familiares de Tiago é que depois dele ser assassinado, o suspeito do crime teria usado o celular da vítima e enviado mensagens pelo WhatsApp para a irmã do rapaz falando sobre o assassinato.

Ele ainda teria enviado o link de uma matéria de um jornal local para confirmar a morte de Tiago. Diante disso, os familiares entraram em contato com o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) perguntando se haviam recebido um corpo de um rapaz.

Uma foto foi enviada ao médico legista que confirmou ser Tiago. O padrasto da vítima disse que sabia, apenas, que o enteado estaria em uma fazenda nos arredores de Campo Grande, mas que não sabia que ele estava na cidade. A polícia procura pelo suspeito. O motivo para o crime ainda não foi esclarecido.

O crime

Uma moradora da região chamou a polícia, nesta terça (8) depois de desconfiar do homem, que aparentemente, dormia na calçada. Com a chegada dos militares do 10º Batalhão de Polícia foi percebido, que ele estava morto e que havia sinais de violência no pescoço, o que poderia indicar uma possível luta entre o agressor e a vítima. Cordas foram encontradas aos pés da vítima, que tinha um cobertor que cobria o rosto e parte do corpo.

Próximo aos pés da vítima foram localizadas algumas cordas, que segundo a polícia teria sido usada para estrangular o homem. Ainda foi encontrado um corte profundo no pescoço da vítima, em uma tentativa de degola. Ele tem uma tatuagem de flor no braço esquerdo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here