Depois de Fábio Trad, Coringa também renuncia a benefícios de deputados

Atualmente como deputado federal, Ademar Vieira Junior (PSD), o Coringa, renunciou, ontem (3), à ajuda de custo referente ao início e término de mandato, que são pagos aos deputados federais e senadores. O documento foi protocolado na Câmara dos Deputados, em Brasília, pelo Diretor-Geral, Lúcio Henrique Xavier Lopes.

Anteriormente como vereador, Coringa foi exonerado do cargo que ocupava na Prefeitura de Campo Grande, de subsecretário de Direitos Humanos, para assumir o lugar de Luiz Henrique Mandetta (DEM), que se tornou o ministro da saúde no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Coringa tomou posse no dia 2 de janeiro e ficará no cargo de deputado federal pelo período de um mês, durante o recesso da Câmara de Deputados. Os eleitos em 2019 tomam posse no dia 1º de fevereiro. Pelo período, Coringa poderia receber cerca de R$ 107 mil, entre salários e benefícios, como auxílio-moradia.

Segundo informou a assessoria de imprensa, o deputado adotou a mesma atitude feita pelo deputado federal Fábio Trad (PSD) que também abriu mão da ajuda de custo destinado aos parlamentares. Coringa postou em suas redes sociais o documento protocolado, com a renúncia aos benefícios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here