“Acordei com o barulho dos tiros”, diz vereador sobre tentativa de assalto

Ainda assustado com a situação, o vereador Valdir Gomes (PP) conta que acordou com o barulho de tiros durante tentativa de roubo a um soldado da policial militar de 27 anos ocorrido em frente à casa onde vive com a mãe de 80 anos, na madrugada desta segunda-feira (17) na Rua Brigadeiro Tobias, na Vila Jacy, em Campo Grande. Um dos bandidos morreu baleado. “Levei um susto. Foram dois disparos. Parecia tiro de escopeta. Em pouco tempo, a rua encheu de polícia e viaturas. Isolaram tudo para fazer perícia”, disse o vereador.

Assaltante armado com uma réplica de pistola foi morto ao tentar roubar o carro do PM que fazia bico de motorista de aplicativo. O policial reagiu e atirou. O assaltante morreu. O comparsa dele fugiu e ainda não foi localizado.

Segundo o vereador, os dois ladrões que se passavam por falsos passageiros anunciaram assalto ao policial em frente à residência dele. O militar saiu do carro, se identificou e deu voz de prisão. Porém, um dos assaltantes sacou uma réplica de pistola. Foi quando, o PM atirou duas vezes. Mesmo baleado, o ladrão ainda caminhou por 50 metros e caiu em frente a uma escola na Rua Equador. Enquanto o soldado acionava o socorro, o outro bandido aproveitou e fugiu a pé. Foram realizadas buscas no entorno, mas ele não foi encontrado.

Vizinha do local, a professora Maria Vargas e a filha, também acordaram com o barulho dos disparos. “Achei que fosse rojão. Fiquei com medo e não quis sair. Depois de um tempo fui para o portão e me deparei com a situação. Fique apavorada. Precisamos de mais segurança no bairro”, desabafou.

Câmeras de segurança instaladas na casa do vereador flagraram toda a ação. As imagens serão entregues a polícia para ajudar nas investigações. “Pensa acordar com tiros no seu portão”, postou o vereador nas redes sociais por volta das 5h. Em repercussão à publicação, uma internauta escreveu: “O povo já está cansado de tanta bandidagem”. Imagina os bairros mais humildes. O trem está feio. Não saio à noite sozinha nem para ir à igreja”, disse uma mulher em outro comentário.

Caso – Conforme a Polícia Militar, o soldado dirigia um Chevrolet Onix branco e fazia bico de motorista de aplicativo, quando foi acionado por uma mulher, na Avenida Dois de Março, na Vila Taquarussu. No local, dois homens embarcaram e durante o trajeto, um deles armado com uma réplica de pistola anunciou assalto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here